Desfile de 25 de Abril de 2017

 

Um grupo de alunos do Mestrado de Informática Médica (MIM), Faculdade de Medicina e da Faculdade de Ciências, ambas as Faculdades pertencentes à Universidade do Porto, que no âmbito do MIM, solicitam a colaboração no preenchimento deste questionário, enquadrado no projeto da unidade curricular de Sistemas Interativos de Saúde.

Tendo em conta o número crescente de pessoas, em todo mundo, que sofrem de doenças neurológicas, o objetivo do projeto passa por elaborar uma proposta de um sistema interativo capaz de alertar para situações de quedas e integrar outras funcionalidades como toma de medicação, plano físico, cognitivo e nutricional, de forma a ser uma mais valia na vida dos portadores deste tipo de doenças.

Pretendem caracterizar as necessidades e funcionalidades mais relevantes neste projeto. solicitando a colaboração no preenchimento de um questionário, assim como a partilha pela sua rede de contactos.

Toda a informação recolhida é anónima e será, unicamente, utilizada para fins de académicos. O preenchimento do questionário tem uma duração aproximada de 12 minutos.

Acesso aos questionários:

Q01 Portadores:  https://forms.gle/5j2Av9nDuC7D3EQAA
Q02 cuidadores:  https://forms.gle/BXP81mQCY7vrq8na8
Qo3 Profissionais de Saúde:  https://forms.gle/YMXHPzZRaidrh8ey8

Em caso de dúvidas ou esclarecimentos poderá contactar qualquer elemento do grupo:

Diogo Fernandes Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Joana Silva Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Nádia C. G. Matos (Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

 

 

 

 

 

 

RGPD - Regulamento Geral de Proteção de Dados

 

De acordo com o Regulamento Geral de Proteção de Dados, os dados recebidos através das páginas web, serão processados informaticamente e a sua utilização destina-se exclusivamente para uso interno para responder às questões e formalizar diligências junto das entidades responsáveis. O utilizador deve ter conhecimento de que os dados inscritos irão circular numa rede aberta até ao seu registo na Base de Dados, podendo ser intercetados por terceiros. Aos utilizadores é garantido o acesso aos dados para eventual correção ou eliminação. 

A Associação Portuguesa de Deficientes não fornecerá os dados pessoais a entidades terceiras, e só em situações de necessidade de identificação para resolução das suas questões, haverá uma comunicação prévia solicitando a sua autorização para fornecer os seus dados a entidades terceiras, nomeadamente Câmaras, Hospitais, e Instituições Públicas, pelo que, a sua utilização pressupõe o conhecimento e aceitação destas condições.

 

Poderá consultar mais informações sobre o Regulamento (UE) 2016/679 do Parlamento Europeu e do Conselho de 27 de abril de 2016 e a sua aplicação em https://www.cnpd.pt/bin/rgpd/rgpd.htm 

 

Saiba mais sobre a nossa política de privacidade aqui.