Desfile de 25 de Abril de 2017

 

Câmara Municipal de Lisboa garante táxis gratuitos para vacinação COVID

Telef. 218 172 021


A Câmara Municipal de Lisboa, assegura a partir do dia 1 de março, o transporte em táxi para os locais de vacinação aos munícipes que vivem em Lisboa, que tenham 80 ou mais anos ou mais de 50 anos com patologias e dificuldades de mobilidade ou deslocação.

Se pertence a um destes grupos, quando for convocado para a toma da vacina, ligue 218 172 021 e solicite o transporte por táxi até ao centro de vacinação.
A Câmara de Lisboa paga o transporte desde a sua morada de residência em Lisboa até ao ponto de vacinação indicado, bem como o regresso ao seu domicílio.
Este serviço não tem qualquer custo para o utente, que poderá ser acompanhado por um familiar, respeitando as regras sanitárias em vigor.


Como solicitar o serviço de transporte em táxi:
1. ligue o 218 172 021.
2. identifique o nome do utente, a morada completa, número de telemóvel/telefone, e centro de vacinação de destino.
3. Indique a hora de saída, tendo o tempo de deslocação e a hora da vacina.
4. Se necessitar de ajuda para entrar ou sair do veículo, indique por favor ao operador.
5. Depois de ser vacinado, para pedir o serviço de regresso à sua casa deve voltar a contactar o número 218 172 021 e referir a informação identificada para o transporte de ida.
O pedido pode ser solicitado pelo utente, Centro de Vacinação ou pela Junta de Freguesia.

  

Câmara Municipal de Lisboa
Departamento de Marca e Comunicação
Rua Nova do Almada, 53 | 1200-288 Lisboa

Telefone (+351) 218 172 500

www.lisboa.pt |Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

 

 

 

 

 

 

RGPD - Regulamento Geral de Proteção de Dados

 

De acordo com o Regulamento Geral de Proteção de Dados, os dados recebidos através das páginas web, serão processados informaticamente e a sua utilização destina-se exclusivamente para uso interno para responder às questões e formalizar diligências junto das entidades responsáveis. O utilizador deve ter conhecimento de que os dados inscritos irão circular numa rede aberta até ao seu registo na Base de Dados, podendo ser intercetados por terceiros. Aos utilizadores é garantido o acesso aos dados para eventual correção ou eliminação. 

A Associação Portuguesa de Deficientes não fornecerá os dados pessoais a entidades terceiras, e só em situações de necessidade de identificação para resolução das suas questões, haverá uma comunicação prévia solicitando a sua autorização para fornecer os seus dados a entidades terceiras, nomeadamente Câmaras, Hospitais, e Instituições Públicas, pelo que, a sua utilização pressupõe o conhecimento e aceitação destas condições.

 

Poderá consultar mais informações sobre o Regulamento (UE) 2016/679 do Parlamento Europeu e do Conselho de 27 de abril de 2016 e a sua aplicação em https://www.cnpd.pt/bin/rgpd/rgpd.htm 

 

Saiba mais sobre a nossa política de privacidade aqui.